Vacinas para meningite B, HPV e rotavírus entram no Programa Nacional de Vacinação

28-12-2019

A vacina contra a meningite B e o vírus do papiloma humano (HPV) para rapazes vão passar a fazer parte do Programa Nacional de Vacinação (PNV) a partir de 1 de Outubro de 2020. A informação foi avançada nesta sexta-feira pelo secretário de Estado da Saúde, António Sales, e pela directora-geral da Saúde, Graça Freitas.

A vacina contra o rotavírus - principal causador de gastroenterites em crianças - também vai passar a integrar o novo PNV, mas não será aplicada de forma universal: apenas aos grupos de risco, que ainda não estão definidos.  

Este é um trabalho que a Comissão Técnica de Vacinação (CTV), entidade que dá apoio à DGS na decisão sobre alterações a fazer ao PNV, está a fazer. Graça Freitas pensa que a escolha do grupo de risco estará concluída até 1 de Outubro de 2020, quando entram em vigor as alterações. Caso não esteja, o início da vacinação será adiada.

No caso da meningite B, a vacina vai ser introduzida para todas as crianças em Outubro de 2020 - até agora era administrada apenas a grupos de risco. Vai ser aplicada em três doses: dois, quatro e 12 meses. Todas as crianças nascidas em 2019 poderão ser vacinadas de forma gratuita, já que serão "repescadas". O esquema vacinal pode ser iniciado quando a vacina passar a fazer parte do PNV ou completado caso a criança já tenha iniciado a imunização. Crianças até aos dois anos fazem as três doses. 

CONTINUE A LER