O Efeito do Sono no Comportamento Alimentar

06/04/2022

A vida, hoje em dia, tornou-se altamente agitada e stressante. Em muitos casos dormir passou a ser de menor relevo na vida das pessoas, fruto de vidas profissionais mais exigentes ou com uma jornada maior, os filhos, a rotina diária e as lides de casa. Mas, 

Que impacto pode ter o sono na nossa alimentação?

Dormir menos horas ou não ter um sono de qualidade vai interferir na forma como nos alimentamos, devido ao impacto que tem no apetite.

Diversos estudos indicam que os indivíduos que dormem menos têm maior probabilidade de ter peso a mais e, que a redução do sono aumenta a razão grelina/leptina, levando a um aumento do apetite e da fome.

Grelina vs Leptina

A alteração dos níveis de leptina e grelina é responsável por alterar o padrão da ingestão alimentar e conduzir a desajustes alimentares e nutricionais.

Poucas horas de sono leva à diminuição dos níveis de leptina (hormona que regula saciedade) e ao aumento da grelina (hormona que regula o apetite).

A grelina, conhecida como a "hormona da fome", é produzida maioritariamente no estomago, contudo também pode ser produzida pelo pâncreas, hipotálamo, núcleo arqueado ou mesmo pelo intestino.

Quando o estômago fica vazio, intensifica a secreção da grelina, esta hormona vai atuar no cérebro, transmitindo a sensação de fome. Quanto mais elevada for a produção de grelina, maior vai ser a sua concentração no sangue e maior será a sensação de fome.

O equilíbrio leptina/grelina pode ter um impacto positivo ou negativo na sua dieta dependendo das suas horas de sono. Por outras palavras, ficar saciado de sono durante a noite pode ajudar o seu organismo a ficar saciado de alimentos durante o dia.

Em resposta à pergunta inicial, SIM, dormir mal contribui para o aumento de peso, ou dificulta-lhe a vida caso esteja a emagrecer.

Quem nunca sentiu vontade de comer um chocolate, fast food ou um bolo no dia seguinte, após uma má noite de sono?

4 Razões para dormir bem se quiser perder peso

1 - Promove o equilíbrio Leptina/ Grelina

A grelina é uma hormona produzida no estômago que auxilia na digestão, mas também aumenta a fome e estimula o apetite. Quando a pessoa dorme pouco ou não tem uma boa noite de sono, a grelina pode ser produzida em maior quantidade, favorecendo o aumento da fome e a vontade de comer.

No oposto, a leptina é uma hormona produzida durante o sono e está relacionado com a promoção da sensação de saciedade. Ter níveis de leptina maiores que a de grelina ajuda a regular o apetite e a controlar as compulsões alimentares.

2. Estimula a Hormona do crescimento

A hormona do crescimento (GH), é produzida principalmente durante o sono. Esta hormona estimula a redução de massa gorda, a manutenção da massa magra e a renovação celular, além de melhorar o funcionamento do sistema imunitário.

3. Diminui o stress

As hormonas produzidas durante os períodos de maior stress, como adrenalina e o cortisol, aumentam com a falta de sono, e, em níveis elevados, reduzem a capacidade de o organismo queimar gordura e formar massa magra.

4. Melhora a boa disposição

Uma boa noite de sono permite que se acorde com mais energia no dia seguinte, diminuindo a sensação de preguiça e cansaço. Este fator ajuda indiretamente a gastar mais calorias, já que a pessoa se vai sentir com mais energia e motivada para fazer atividade física.

Para alcançar estes benefícios, não adianta apenas dormir a quantidade de horas necessárias, mas, sim, ter um sono de qualidade. Para isto, é importante, respeitar o horário de sono, evitar (se possível) trocar a noite pelo dia, ter um ambiente silencioso e com pouca luz, evitar bebidas estimulantes nos períodos antes de dormir, como café, bebidas energéticas, ou com cafeina, por exemplo.

anasousanutricionista.com/nutricionista