Quatro novos livros lançados numa aplicação que ajuda crianças surdas a ler

09-10-2019

A aplicação StorySign foi lançada, originalmente, em dezembro de 2018, sendo desenvolvida em conjunto com especialistas e instituições de responsabilidade social ligadas à comunidade surda, para garantir que esta seja uma ferramenta útil para as crianças e familiares. A aplicação StorySign conta com uma avatar - a Star -, que orienta as crianças e os seus pais ao longo de cinco histórias pré-selecionadas, interpretando-as para língua gestual com ajuda de um smartphone que conta as histórias em tempo real.

Em 2019, a Huawei já investiu cerca de 500 mil dólares em projetos de literacia e disponibilizou 52 novos livros na aplicação StorySign. A Huawei revela que a aplicação de interpretação de livros infantis em língua gestual - a StorySign - está agora também disponível para os smartphones com sistema operativo iOS. A Huawei lança ainda, em Portugal, mais quatro novos livros em Língua Gestual Portuguesa (LGP) e adiciona uma nova língua às 14 existentes - Língua Gestual Americana (ASL).

A ASL, a primeira língua gestual utilizada nos Estados Unidos, Canadá e países em toda a África, Ásia e América Central, é a língua gestual mais utilizada no mundo e marca um passo importante no objetivo da Huawei. A marca chinesa pretende, assim, criar ferramentas para que as crianças surdas desenvolvam a sua capacidade de leitura e consigam uma melhor integração na sociedade.

Ao disponibilizar o StorySign para um número cada vez maior de pessoas, a Huawei alerta para os desafios das crianças surdas na altura de aprender a ler. O desafio é ainda maior nos primeiros anos de 90% das crianças surdas, pois estas nascem com pais que ouvem e não têm acesso imediato à língua gestual, facto que aumenta a dificuldade destas crianças no seu processo de aprendizagem.