Cães de terapia fazem toda a diferença nos serviços de urgência

14/05/2022

Já está amplamente comprovado que os cães são excelentes terapeutas - sendo uma grande ajuda nas depressões - e que também trazem muitos benefícios para a nossa saúde, nomeadamente por passarmos a fazer mais exercício ao passearmos com eles.

São igualmente um recurso fundamental nas terapias assistidas por animais, melhoram grandemente a qualidade de vida dos mais idosos, contribuem para que os tutores tenham um coração mais saudável e ajudam a combater a perda de memória.

Agora, um estudo levado a cabo por investigadores no serviço de urgência do Royal University Hospital em Saskatchewan, no Canadá, demonstra que um cão de terapia também faz toda a diferença no alívio da dor, ansiedade e depressão.

Há décadas que os médicos incluem informalmente os cães de terapia nos planos de saúde dos seus pacientes. No entanto, apesar deste uso clínico que já vem de há muito tempo, não havia grandes dados factuais a comprovar que esse recurso funciona mesmo. Agora já há.

Comparando com muitos estudos sobre os benefícios para a saúde de se ter um cão, não havia muitas experiências controladas sobre os resultados, na saúde, dos cães de terapia.

O estudo conduzido pelos investigadores canadianos, que foi publicado em março na revista científica "PLOS One", revela uma pequena mas significativa associação entre os cães de terapia e a melhoria da saúde mental nos pacientes que estão nas emergências de um hospital.

Os investigadores concluíram que basta passar dez minutos com um cão de terapia para o bem-estar geral de um doente em ambiente hospitalar melhorar. Comparando com pacientes que não tiveram qualquer contacto com cães de terapia, os que estiveram junto de um destes animais apresentavam níveis de ansiedade e depressão substancialmente menores a seguir ao contacto.

Além disso, os pacientes que tiveram a visita de um cão de terapia também tiveram um incremento do seu bem-estar em relação aos que não tiveram - e os níveis de dor foram significativamente menores, constata o estudo.

"Os resultados mostram que a intervenção de um cão de terapia teve um efeito positivo na diminuição da dor do paciente", sublinham os investigadores, acrescentando que este estudo oferece um melhor entendimento do potencial valor de um cão terapeuta nos serviços de urgência.