MO apoia o IPO na prevenção do cancro da mama pelo 3º ano consecutivo

03/10/2021
  • Ação solidária "Há causas que nos vestem bem" quer apelar à empatia e incentivar à prevenção e ao diagnóstico precoce desta doença.
  • Venda de t-shirts solidárias - sustentáveis e made in Portugal, com desenho original da designer Joana Soares (Violeta Cor de Rosa) - a favor do Instituto Português de Oncologia (IPO).
  • Pela primeira vez, t-shirts desenvolvidas para toda a família (mulher, homem e criança). Por cada t-shirt vendida, 3 euros serão doados ao IPO do Porto, Coimbra e Lisboa. As duas anteriores edições da iniciativa angariaram mais de 43 mil euros para estas três delegações do IPO. 

A MO, marca portuguesa de moda da Sonae Fashion, associa-se pelo 3º ano consecutivo ao Instituto Português de Oncologia (IPO) e promove durante o mês de outubro a campanha solidária "Há causas que nos vestem bem".

No mês internacional da prevenção do cancro da mama, esta ação da MO quer apoiar doentes e famílias, alertando para a necessidade da prevenção e para a importância do rastreio e do diagnóstico precoce.

Diana Teixeira Pinto, diretora de marketing e e-commerce da MO, afirma: "O cancro da mama é uma causa de todas as famílias, que são um núcleo fundamental no combate a esta doença. A luta contra o cancro não é uma luta individual, mas antes uma luta de todos aqueles que estão envolvidos na história de quem o trava na primeira pessoa. Também por isso, para envolver os mais próximos numa missão que nos coloca à prova e exige coragem máxima, decidimos este ano alargar a iniciativa do movimento rosa 'Há causas que nos vestem bem' com t-shirts solidárias também para homem e criança."

Assim, pela primeira vez desde o início desta iniciativa em 2019, foram desenhadas t-shirts a pensar em toda a família: mulher, homem e criança, reforçando a mensagem de que o apoio familiar é fundamental no contexto desta doença. De algodão orgânico e 100% made in Portugal, as t-shirts contam com um desenho original de Joana Soares, mais conhecida como Violeta Cor de Rosa, que ilustrou a empatia através de formas que quase parecem sorrisos.

Joana Soares escolheu uma das cores que lhe confere mais luz, o azul, nesta ilustração: "Já dizia Picasso que a arte retira a poeira da nossa vida, portanto para mim a arte é terapia. Este foi o ponto chave da minha mensagem", afirma a designer no vídeo desta campanha solidária.

Com um preço de venda de 9,99€ para adulto e 7,99€ para criança, as t-shirts solidárias estão disponíveis nas lojas MO e em www.mo-online.com. Por cada peça vendida, serão doados 3€ ao IPO do Porto, Coimbra e Lisboa.

O cancro da mama é o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo e o tumor maligno mais frequente entre as mulheres. Em Portugal, com uma população feminina de 5 milhões, foram diagnosticados, em 2020, cerca de 7.000 novos casos de cancro da mama e 1.800 mulheres morreram vítimas desta doença. Apesar de ser o tipo de cancro mais incidente na mulher, com maior número de casos, cerca de 1 em cada 100 cancros da mama são detetados em homens.

No âmbito da 1ª edição da campanha "Há causas que nos vestem bem", em 2019, a MO angariou um total de 20.445 mil euros. A onda de solidariedade dos portugueses foi ainda maior no segundo ano desta iniciativa, em 2020, com a angariação total de 23.199 mil euros a favor das três delegações do IPO.

Ação na Clínica da Mama no Porto na semana de 30 de outubro, Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama

Ainda no âmbito desta iniciativa solidária, a designer Joana Soares vai estar presente na Clínica da Mama do IPO do Porto na semana do Dia Nacional da Prevenção do Cancro da Mama, que se assinala a 30 de outubro. Ao longo dessa semana, a designer irá desenvolver uma atividade de sensibilização da comunidade em conjunto com um pequeno grupo de pessoas da MO e algumas figuras ligadas ao IPO do Porto.

"A qualidade da prestação de cuidados de saúde no IPO do Porto, e na Clínica da Mama, é uma prioridade estratégica que assenta na garantia de elevados níveis de qualidade técnica e científica, mas também no humanismo e eficiência. Nesta conexão é igualmente importante, tal como esta campanha demonstra, a construção de um diálogo empático entre os diferentes interlocutores - profissionais, doentes, famílias e sociedade em geral - como um efeito positivo no tratamento dos doentes", explica Joaquim Abreu, coordenador da Clínica da Mama do IPO do Porto.

A Clínica da Mama foi fundada em 2007 e acompanha atualmente cerca de 12 mil doentes. Presta cuidados de saúde em tempo útil, centrados no doente, mas sem perder o foco na investigação, na formação e no ensino da oncologia.

A nova campanha de angariação de fundos para a prevenção do cancro da mama, em parceria com o IPO, procura alertar para a necessidade de um diagnóstico precoce, reforçando os valores de uma marca que tem no centro da sua ação todas as famílias em Portugal.