Escolas de Empatia: Conheça o projeto que pretende combater o bullying através da empatia

26-08-2019

Beatriz Camacho e Andreia Nogueira são as responsáveis pelo Escolas de Empatia, um projeto aplicado a escolas de 1.º ciclo que visa combater o bullying através da empatia, utilizando técnicas de educação não formal.

De acordo com dados da UNICEF, mais de 150 milhões de crianças dizem sofrer de bullying nas escolas e, globalmente, uma em cada três crianças diz ter experienciado bullying entre pares. Foi neste âmbito e com vista a fazer frente a esta problemática que surgiu o projeto Escolas de Empatia, promovido pela associação PAR.

Este projeto nasceu de uma adaptação do projeto Houses of Empathy, tendo como principal objetivo reduzir os elevados índices de violência entre pares no contexto escolar, através da promoção de competências pessoais e sociais, privilegiando o papel do desenvolvimento de competências de empatia.

À semelhança da metáfora do projeto Houses of Empathy, as crianças integradas no Escolas de Empatia constroem a sua escola de empatia em 3D, utilizando materiais recicláveis, à medida que vão completando as unidades do programa.

Este projeto é promovido pela Par em conjunto com a Associação de Pais da escola e está a ser implementado atualmente na Escola Básica do 1º Ciclo e Jardim de Infância Teixeira de Pascoais, em Alvalade, tendo como público-alvo todas as crianças do 1º ciclo desta escola. O projeto iniciou em setembro de 2018.

Para além da implementação do programa de competências com as crianças do 1º ciclo, o projeto contempla o envolvimento da comunidade escolar neste processo, promovendo workshops no âmbito da problemática do bullying dirigido aos encarregados de educação e assistentes operacionais.

Estas ações decorrem em parceria com a Escola Básica Teixeira de Pascoais e com a Associação de Pais desta mesma escola.