APSI | Brincapé - Consórcio do Brincar

31/05/2021

O Brincapé é um projeto de intervenção social que nasceu na zona histórica de Lisboa no âmbito de uma candidatura ao BIP-ZIP da Câmara Municipal de Lisboa e que pretende criar novas oportunidades para as crianças brincarem mais tempo, em mais espaços e de forma mais diversificada.

Com este movimento queremos que as crianças possam brincar em recreios transformados com tralha, deixando-se guiar pela sua imaginação, pela capacidade de resolução de problemas e de cooperação; que as famílias sintam que brincar na rua, na praça, no jardim, no bairro é natural, seguro, estimulante e que faz parte da rotina e que as nossas crianças tenham as melhores memórias de brincar na rua e construam amizades para a vida toda.

Este consórcio do brincar é liderado pela APSI - Associação para a Promoção da Segurança Infantil, com um amplo trabalho na criação de condições para a segurança das crianças e a Associação 1,2,3 Macaquinho do Xines, uma associação que se dedica à defesa e promoção do direito a brincar.

Ao longo dos três anos temos intervindo em vários territórios em São Vicente, Penha da França, Santa Maria Maior, Ajuda e Alcântara, envolvendo sempre parceiros locais, no sentido de remover as barreiras que nos impedem de desfrutar do espaço público como um lugar com elevado potencial lúdico, inclusivo, acessível, seguro, surpreendente, desafiante e fundamental para a saúde e bem-estar das pessoas (crianças e adultos).

As nossas intervenções nos recreios de cinco escolas do ensino básico abrangeram cerca de 700 crianças e respetivas equipas docentes e não docentes. Foram mapeados com as crianças os locais preferenciais para brincar e elaboradas as Rotas do Brincar que atingiram pelo menos 1000 crianças e famílias. Estes espaços identificados nas Rotas do Brincar estão atualmente a ser ativados com as Ruas que Brincam (cerca de 400 participantes) e as Incubadoras de Brincar (cerca de 500 participantes).

As Ruas que Brincam consistem em fechar a rua ao trânsito para permitir às crianças e famílias andar de bicicleta, patins, trotineta ou carrinho de rolamentos entre outras brincadeiras e partilhas entre todos.

Incubadoras do Brincar são tempo e espaço para as crianças brincarem livremente com materiais soltos como caixas de cartão, pneus, cordas, por sua própria motivação e iniciativa, sem objetivos educativos impostos e sem terem que corresponder às expectativas dos adultos.

Desenvolvemos um manual de como preparar uma incubadora, que enviamos juntamente com esta comunicação, bem como uma imagem de uma das nossas atividades para que possam divulgar este movimento para o direito ao brincar.

Próximos eventos:

1 de junho - Rua que Brinca (playstreet)

16h às 19h - novo estacionamento da Av. D. Luís I - Alfragide

4, 11, 18 e 25 de junho - Rua que Brinca (schoolstreet)

16h às 18h - EB1 Victor Palla - Penha da França

5 e 19 de junho e 3 de julho - Incubadora do Brincar (pop-up)

10h30 às 12h - Largo da Achada - Santa Maria Maior

5 e 19 de junho e 3 de julho - Incubadora do Brincar (pop-up)

15h30 às 17h - Praceta António Sardinha - Penha da França

6, 13, 20 e 27 de junho e 4 de julho - Incubadora do Brincar (pop-up)

15h30 às 17h - Jardim Botto Machado - São Vicente