Amor Minhoto: a maior peça de arte em impressão 3D no Estação Viana Shopping

18-07-2019

É já dia 18 de julho que a maior peça de arte pública em impressão em 3D feita em Portugal chega ao Estação Viana Shopping.

A instalação Amor Minhoto nasce no âmbito do projeto Pulsar Viana - programa cultural do Estação Viana Shopping - e estará patente no Centro até dia 15 de outubro. Da autoria de Pedro Amaral Ribeiro, a instalação é inspirada naquele que é o principal lema da cidade: Viana é Amor.

Trata-se de uma união entre diferentes artes: escultura, pintura, arquitetura, música e luz, com um forte cariz tecnológico. O projeto culminou num exaustivo trabalho de 2500 horas de impressão 3D, com 4648 LEDS e com 350 metros de cabo elétrico. A sua execução passou por alguns dos métodos mais avançados de fabricação digital, nomeadamente, a impressão 3D, da qual foram aproveitadas algumas das suas possibilidades catalisadas pela imagem, cor, luz e som.

O coração, símbolo da cidade e do amor, é o centro da instalação onde estão presentes duas personagens vestidas com o traje regional, em formato estilizado - uma mulher à janela e um homem sentado num banco a admirá-la - que simbolizam o namoro, a cumplicidade e o Amor. Eles são os intérpretes principais desse Amor, tantas vezes presente nas raízes culturais da região como o folclore, representando o que é Minhoto.

O cenário que envolve os protagonistas é ainda constituído por um painel de 356 cubos 3D, retro iluminados e coloridos, com imagens icónicas da cidade de Viana do Castelo, dos fotógrafos Rui Carvalho e Guadalberto Boa-Morte. Essas imagens da Romaria D'Agonia, do traje e da filigrana transformam-se quando retro iluminados, algo que poderá ser observado todos os dias a partir do pôr de sol.

O público terá a possibilidade de interagir com a peça através de um painel de controlo onde será possível mudar as cores e efeitos de luz da composição. Mas também no verso da peça, os visitantes serão convidados a interagir e desenhar, aproximando-se e envolvendo-se com a peça que tem como foco principal a cocriação.

O artista plástico Cipriano Oquiniame foi o responsável por dar início ao desenho que será continuado por toda a comunidade, tendo como fonte de inspiração as palavras Amor, Viana, Trajes e Romaria. Durante todo este período, contaremos com as intervenções de Cipriano Oquiniame mas também de João Cristino, que, com características e técnicas distintas, darão a sua contribuição artística para a obra, incentivando continuamente a comunidade local a participar.

Até dia 15 de outubro, os visitantes poderão então conhecer esta peça concebida pela Diverte - atelier de artesanato tecnológico de Pedro Amaral Ribeiro - e ainda contemplar, diariamente, um curto espetáculo de luz e música designado "Um amor de Outro Mundo" concebido, propositadamente, para esta instalação.

O momento inaugural de Amor Minhoto acontece no dia 18 de julho, às 21h30 na zona exterior da Entrada Sul, onde decorrerá então, pela primeira vez, o espetáculo "Um Amor de Outro Mundo" de João Gigante, o artista responsável pela sonoplastia da peça, que se apresenta através do seu projeto PHOLE. Projeto esse que resulta da pesquisa do artista sobre a Concertina e com o seu encontro com a memória, com o seu passado e as histórias do lugar de onde pertence. Diariamente, pelas 22h00, a luz do Amor Minhoto sintonizar-se-á nas frequências do som de PHOLE.

Ainda integrado nesta edição do Pulsar Viana, apresentar-se-á Chieira, uma performance da Arte em Movimento, que terá lugar na Praça Central do Estação Viana Shopping no dia 26 de julho às 21h30, e que encarna também uma homenagem a este Amor Minhoto.

Até dia 15 de outubro, os visitantes podem conhecer a maior peça de arte pública participativa em impressão 3D desenvolvida em Portugal, instalada na zona exterior do Centro, e assistir, diariamente, a um momento de contemplação sobre o que representa o verdadeiro Amor Minhoto.