Taguspark tem uma nova exposição sustentável: “From Sea Garbage to Art”

11/05/2022

Se visitar o Taguspark - Cidade do Conhecimento até final do mês, é bem provável que se depare com um leão ou um elefante... feito de chinelos de borracha.

Fruto de uma parceria entre a United to Remake, uma start-up de inovação social portuguesa recentemente integrada na Incubadora Taguspark, e a ONG Ocean Sole, a exposição "From Sea Garbage to Art" apresenta um conjunto de 27 obras de arte criadas a partir de chinelos de borracha encontrados no oceano. Com entrada gratuita, vai estar patente no Núcleo Central do Taguspark, em Oeiras, de 10 até 31 de maio de 2022.

Entre os novos habitantes do ecossistema Taguspark encontram-se elefantes, peixes, girafas e até leões criados por artesãos no Quénia, sede da Ocean Sole, a partir de chinelos encontrados no mar. No último ano, este projeto de âmbito sustentável reciclou mais de 1 milhão de chinelos e criou perto de 100 empregos diretos.

A exposição "From Sea Garbage to Art", inaugurada a 10 de maio, pode ser visitada até 31 de maio, de segunda a sábado das 9h às 19h (exceto domingos e feriados).

Este projeto nasceu de uma parceria entre a United to Remake, que tem como objetivo trabalhar novas formas de reciclagem e upcycling, e a Ocean Sole, uma ONG sediada no Quénia que desenvolve um trabalho de transformação de chinelos descartados apanhados no mar e rios em obras de arte.

A presença das artes e cultura no Taguspark - Cidade do Conhecimento insere-se no contexto do MAU - Museu de Arte Urbana, que tem por objetivo promover o pensamento crítico e é um convite à reflexão sobre a sociedade atual.