8 dicas para a higiene do sono de crianças e adolescentes

14/09/2021

Dormir bem para acordar bem é um dos lemas da Sociedade Portuguesa do Sono. Saiba como facilitar o descanso aos mais pequenos. 

O conhecido aforismo "Deitar cedo e cedo erguer, dá saúde e faz crescer!" não é apenas uma frase que se diz na altura de mandar as crianças para a cama. Ter um sono saudável é importante para o desenvolvimento normal da criança e "vital para otimizar a capacidade de aprender, regular as suas emoções e comportamentos", diz a psicóloga educacional Marta Marques. É durante o sono que guardamos e consolidamos a informação que adquirimos diariamente.

Se os estudantes não dormirem bem, o seu rendimento escolar pode ser posto em causa. Sandra Marques cita estudos que confirmam a relação: "Estudantes que dormem mais de nove horas têm uma média de resultados escolares mais elevada do que os que dormem seis horas ou menos; estudantes cujo sono foi ativamente restringido ou melhorado mostraram, respetivamente, um pior e um melhor desempenho neurocognitivo e académico". Quando não dormimos o suficiente, a nossa atenção, vigilância e concentração são menores, tornando, assim, mais difícil a aquisição de novas informações.

Além disso, há contextos e ambientes que também têm interferência no ciclo de sono, como por exemplo, quando, à noite, depois de todas as tarefas terminadas, nos sentamos em frente à televisão, a jogar computador ou no tablet. É que a exposição à "luz azul destes dispositivos confunde o cérebro", lembra Cláudia Xavier, enviando sinais de que é dia. A consequência é que isso inibe a produção de melatonina, a hormona que induz o sono no início da noite e que tem o seu pico entre as três e as cinco da manhã. Assim, frases como "mãe, não tenho sono" ou mesmo a simples agitação motora ao fim do dia podem ser reflexo da forma como processamos internamente a informação que chega dessa luminosidade.   

Quanto tempo precisamos de dormir?

O sono é crucial para o desenvolvimento físico, mental e emocional das crianças e adolescentes, que, idealmente, deviam passar cerca de 40% do seu tempo de vida a dormir.

► 0 a 2 meses - 12 a 18 horas
► 3 a 12 meses - 14 a 15 horas
► 1 a 3 anos - 12 a 14 horas
► 3 a 5 anos - 11 a 13 horas
► 6 a 10 anos - 10 a 11 horas
► 10 a 18 anos - 8 a 10 horas
► Idade adulta - 7 a 9 horas